Publicado por: David Bemfica | 17/06/2008

HIDROGÊNIO COMBUSTÍVEL – A PRÓXIMA REVOLUÇÃO

Finalmente é chegada a hora do combustível do Século 21. Uma verdadeira revolução tecnológica que deverá mudar os céus das cidades e os rumos da economia global. Pois o hidrogênio como energia é inteiramente limpo e inesgotável.

Adeus gasolina, óleo diesel e, quem sabe, Álcool combustível. Adeus poluição. Adeus doenças derivadas da poluição.

A montadora Honda anunciou a produção em série do FCX Clarity, movido a hidrogênio e eletricidade. Começa a ser vendido em julho agora no Estados Unidos por U$$ 22.000,00. (vinte e dois mil dólares).

FCX-Clarity da Honda

FCX Clarity da japonesa Honda, movido a hidrogênio libera água como resíduo

Diante da terceira crise do petróleo que vivemos nesses dias, com o preço do barril chegando a preços estratosféricos (U$$ 134,61 na cotação de hoje), semeando há décadas conjunturas geopolíticas explosivas, principalmente no oriente médio. Gerador de guerras como a do Kwait e Iraque, tensões estratégicas como as protagonizadas pela Venezuela de Hugo Chávez com os Estados Unidos, entre outros tantos focos de distensões históricas, espera-se que a Humanidade possa viver um longo período de paz, a partir da revolução do hidrogênio, sem a necessidade do uso massivo e beligerante do petróleo.

Espera-se no mínimo bom senso e senso de sobrevivência à todos aqueles que circulam em torno da velha economia baseada no que ainda é chamado ‘ouro negro’. Que finda. Pois com a economia do hidrogênio, que nasce, diminui a necessidade de existência dos personagens responsáveis pela extração, comercialização, translado, venda, ou seja, toda a cadeia produtiva inerente aos combustíveis fósseis. A Terra agradece.

Espera-se que a partir dos próximos anos, com o uso crescente do hidrogênio nos transportes, inclusive já em substituição ao álcool da cana-de-açucar e do milho, as pessoas nos países pobres e em desenvolvimento possam comer aquilo que têm direito e plantar todo o alimento que precisar. Espera-se que os atuais problemas relativos ao uso de terras cultiváveis, principalmente na área amazônica, em Roraima, no Mato Grosso, entre outros, sejam resolvidos pacífica e civilizadamente. E que todos saiam satisfeitos das mesas de negociação. Sim, é possível.

Nada como os desafios sadios que nos conduzem para frente. Para vencê-los, elevemos nossos espíritos.


Responses

  1. Vejo com grande entusiasmo o lançamento do FCX CLARITY movido a Hidrogênio.
    Porem, o Brasil, pioneiro na introdução do álcool em sua matriz energética, como substituto parcial dos combustíveis fósseis, não vem apresentando inovações na área do H2.
    O Etanol, combustível que somos o líder em tecnologia no mundo, através da reforma catalítica pode servir como fonte de hidrogênio para abastecimento da frota, com um custo de produção accessível.
    Espero que as usinas de álcool, juntamente com as montadoras de carro, façam um esforço em conjunto para a possível introdução do H2 como uma nova opção sustentável de um combustível automotivo.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: