Publicado por: David Bemfica | 03/06/2008

E AGORA BRASIL? VAMOS LÁ?

recado ao Brasil

Ok. O Brasil está na moda. O Brasil vive um dos melhores momentos de sua história. Índices recordes em várias áreas onde antes tínhamos números vergonhosos. Atingiu finalmente o ‘grau de investimento’. Agora vivemos a era dos Superávits.

Maior inserção internacional, dono do maior bioma do mundo, a Amazônia, e suas infinitas e cobiçadas riquezas.

Auto-suficiência em petróleo, pioneirismo na bioenergia, consciência ecológica, alegria, esperança.

Vivemos um momento chave de transição planetária, humana, espiritual, cósmica. Verdadeira ascensão consciencial. Sinta o ambiente. Sinta.

Vivemos revoluções tecnológicas por minuto, filosóficas, técnicas, artísticas. Revoluções científicas, jurídicas. Como a aprovação do uso das células-tronco embrionárias. Não é mesmo?

Vivemos catástrofes reais e iminentes capazes de levar milhares de corpos em segundos. Tsunamis, terremotos, furacões, tornados, vulcões, holocaustos, fome, pestes, choro e ranger de dentes. Nada à toa.

Vivemos a quebra de paradigmas, de dogmas, como a afirmação da Igreja Católica de que pode, sim, haver seres extra-terrestres.

Vivemos a iminência do 2012, da profecia Maia. O que acontecerá?

Vivemos mais uma crise vital do capitalismo. Com economistas, políticos e homens-de-negócios-de-rapina sem saber que rumo tomar frente à tantas incertezas na conjuntura internacional.

Vivemos o fim de mais um Império. O Império dos Estados Unidos. E o início da multi-polaridade geopolítica. Ou de um novo e inédito império tropical?

O advento da geração x, da internet, do não tempo, do não-espaço, da informação como extensão do homem.

E o Brasil, eterno país do futuro, uma promessa quase feita realidade. Quase. Falta pouco.

E agora Brasil?

E agora, políticos e eleitores do Brasil? Cidadãos. Em quem confiar? Em quem votar? Em quem depositar toda a esperança e herança de séculos? de gerações? quem vai merecer nos guiar? vereadores, prefeitos, deputados, senadores, governadores. Presidentes.

O que você tem haver com isso? muito.

Apesar de tudo ainda vivemos uma democracia. Ainda podemos decidir coletivamente quem deve nos representar. Uma questão de escolha. Como sempre. Desde o Éden.

JOVENS. Vocês, nós, somos a maioria. Nós podemos, e devemos também mudar a classe política desse país. Não mais de cima para baixo, nem de debaixo para cima. Mas horizontalmente. Pelo voto. Ou pela própria candidatura. Minha, sua, porque não? Pacificamente.

Que represente o presente, e o futuro. Que ‘Represente’. Tá ligado?

O passado, passou, e a maioria dos políticos hoje existentes são sombras do passado. Múmias de tempos tão longínquos.

Isso não é uma generalização. Gabeiras e Soninhas. Por enquanto. Graças a Deus. Tivemos o Senador Jéferson Peres. Saudoso.

Procure na internet, dê uma googada, pesquise, descubra, faça você a história. Escreva. Façamos nós a história. Nós podemos. O revival de 1968 está aí para nos mostrar, inspirar. ‘Imagine‘.

É um momento crucial. Uma curva vital. Para a redenção, para a felicidade. Ou não. É nossa responsabilidade. Graças a Deus. Você se garante?

Vamos mais longe, vamos quebrar a cadeia hierárquica de velhas famílias viciadas na politicagem já morta.

Vamos agir. Vamos mudar, com nossa voz, imagem, voto, blogs, twitters, músicas, intervenções, podcasts, comunidades, manifestos, fotologs, sms’s, festivais. Vamos tomar conta de nossa realidade. Vamos nos representar. Façamos de nosso país o espelho de nós mesmos. Esse espelho é bonito? tem conteúdo? é bom para você? e para sua família? a família Humana. Brasileira.

Assim como não precisamos de ninguém para chegar a Deus, por que ele está em todo lugar, no Sol, e principalmente dentro do coração de cada um, também não precisamos de ninguém para nos representar. Sim é verdade, precisamos. Pela Ordem, e Progresso. Mas é nisso que precisamos mudar. Precisamos atuar, participar, acusar, divulgar o podre. Por que o podre que aí está com certeza não nos representa. Não é mesmo? onde? como mudar? você sabe. Olhe para dentro. E olhe para fora. Critique-se e critique. Positivamente. Sempre.

Realmente, se alguém tiver que gastar seu tempo no fútil capítulo da novela, na acéfala torcida do jogo do time de profissionais de causa própria, no voyerismo mórbido de mulheres melancias, de Paris Hiltons. Se ocuparmos nosso tempo em só ‘chapar’, ficar, curtir, perder tempo com a notícia ligeira, sensacionalista, nas efemeridades da moda e nas miudezas das celebridades…, não. Aí não há tempo para pensar no que é realmente necessário, efetivo, para termos o Brasil do presente. E do futuro. Assim, deixamos espaços livres para atuação de meliantes como Lalaus, Jaders Barbalhos, Paulos Malufs, Celsos Pittas, PC’s Farias, Toninhos Malvadezas, anões do orçamento, bancadas compradas, negociatas, marmeladas, pizzas. Eles te representam? isso representa a nossa sociedade? comunidade?

Sinceramente, o que sinto não cabe em palavras. Num post. Mas sinta este Espírito. Viva esse Espírito. O Espírito do seu tempo. O agora. Viva o agora.

Pare, pense, respire profundamente. E mude sua realidade. Nossa realidade. Sem véus. Você pode. Nós podemos. Como nunca antes na história desse país. Desse planeta. De nossas vidas.

Atitude. Vontade. Verdade. Ação. Consciência Brasil. Vamos lá Brasil. Coragem. Força. Beleza.

Amor

Espalhe a palavra. No início, É o Verbo.


Responses

  1. Se chegamos longe, ainda mais longe podemos chegar. Se você não está dando o melhor de si neste mundo, para que mundo está se guardando? Peopleware… en cada barrío revolución


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: