Publicado por: David Bemfica | 07/03/2008

ESPANHÓIS…

Confesso a indignação sobre esse caso recente de brasileiros muito maltratados e deportados direto de Madrid. Em escala para Lisboa.

Numa matéria de tv um dos deportados disse que um policial espanhol os chamou, os brasileiros, ou seja, nós, de ‘cachorros’… entre eles dois mestrandos do IUPERJ (Instituto Universitário de pesquisas do Rio de Janeiro) que iam participar de um congresso na capital portuguesa. Com toda a documentação correta e etc.

O brasileiro não tem muito esse sentimento de irmandade que têm os americanos e os judeus, por exemplo. Que independente de qual nação seja, ou estejam, estão sempre umbilicalmente irmanados. Uma declaração provocativa como essa para com um inglês, outro exemplo, geraria uma grave crise diplomática internacional.

Mas todo mal pode vir para bem. Esses casos ajudam a vermos como pensam as autoridades espanholas sobre nós e a vermos que não devemos estar sempre de braços abertos para quem vem de fora. Principalmente em nossas alfândegas. Reciprocidade é a palavra. De tratamento. É direito internacional.

Ontem sete espanhóis tiveram que voltar para casa, direto de Salvador. É hora de exigir respeito.

A verdade é que não há país na Terra melhor que o Brasil. Nem povo. Todos no mundo sabem disso. Talvez só os brasileiros que não. É hora de escolher muito bem quem entra aqui para dividir as porções de paraíso.

O que você acha?

Anúncios

Responses

  1. Com relação aos espanhois, não sei se o princípio da reciprocidade é a melhor solução. Creio que o Brasil desde os primórdios não sabe o que é diplomacia, não protege seus habitantes nem sua riqueza. Ao invés de uma discussão internacional acerca do que os Brasileiros ou sua maioria faz no país dos outros quando vai, o principio da recirpocidade só faz a visão internacional decair mais sobre o Brasil. Creio que ninguém e em lugar nenhum pode ser tratado da forma que os brasileiros foram tratados em Madri, na vida nada deve ser pago na mesma moeda. Comento isso pois estou indo para Barcelona, fazer um mestrado e o medo me assombra. Os nossos governantes, ao invés de resolver ficam sentados em suas cadeiras adotando princípios de reciprocidade com quem os incomoda. O Brasil, assim como outros países, inclusive a Espanha, deve adotar novas formas de saber o que o extrangeiro deseja de seu país. Pessoas pagam o pato por outras que só fazem besteira na casa dos outros.
    É isso aí, parabéns pelo site massa mesmo…

    Abçs

    Heré


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: